A Hipertensão Arterial nas Crianças.

Postado em Nov 11, 2010

A hipertensão arterial não é só uma doença de adultos.

A hipertensão arterial está a aparecer cada vez mais em crianças e adolescentes Portugueses. Um estudo concluiu que 21.6 por cento das crianças e jovens entre os 5 e os 18 anos têm a tensão demasiado alta. Três em cada quatro crianças com hipertensão não têm a doença diagnosticada e a doença está a crescer entre a população infantil, A pressão arterial elevada em crianças com menos de 10 anos de idade geralmente é causada por doenças – normalmente doença cardíaca ou renal. Normalmente a hipertensão arterial em crianças desenvolve se pelas mesmas razões que se desenvolve nos adultos; excesso de peso, uma dieta desequilibrada e falta de exercício físico. As toneladas de porcaria que as crianças comem hoje em dia em lugar da sopa e “segundo” da nossa infância, e o tempo que passam em frente à televisão, computadores e consolas em vez de andar de bicicleta ou a saltar à corda tem contribuído de uma forma significativa para esta situação alarmante.

As crianças com excesso de peso costumam sofrer mais de hipertensão arterial do que as que estão com o peso normal.

Para crianças acima do peso, perder peso, apenas um pouco que seja, pode reduzir significativamente a hipertensão arterial. As crianças portuguesas consomem três vezes mais sal do que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde. Mas enquanto os mais velhos deviam consumir 6gr diárias, as crianças deviam ingerir apenas 3gr de sal por dia. Um pacote pequeno de batatas fritas pode conter até 1gr de sal. Pense nisso a próxima vez que comprar um pacote de batatas fritas para seu filho. A hipertensão arterial não costuma causar sintomas, embora algumas crianças com tensão arterial elevada possam ter dores de cabeça. Por isso a detecção precoce é importante.

Para detectar a hipertensão arterial na criança o pediatra deve fazer a medição durante a consulta de rotina.

Recomenda-se que as crianças a partir dos 3 anos meçam a tensão arterial anualmente. Não é invulgar que a primeira leitura da tensão arterial seja elevada devido ao factor emocional da criança. O pediatra fará uma nova medição passado alguns minutos quando a criança já estiver mais calma. Numa criança, é o sexo, a idade e a altura que são usados para determinar os valores de tensão arterial sistólica e diastólicas normais.  Isto permite uma classificação mais precisa da tensão arterial de acordo com o tamanho do corpo, e toma em consideração as crianças nos extremos de crescimento normal. Vamos zelar pela saúde das nossas crianças e voltar a adoptar hábitos de antigamente. Toda família beneficiará se passarmos a comer de uma forma mais equilibrada e passar menos tempo a jogar na consola e mais tempo a andar de bicicleta. Vamos fazer da hipertensão arterial nas crianças uma coisa invulgar como era quando nós éramos crianças.

Muitos mais truques, dicas saudáveis e informação imperdível na Revista Electrónica BemEstarIntegral. Subscreva-a gratuitamente aqui.


Unique visitors to post: 13